Evite Taxa De Juros Do Cartão De Crédito Santander: Entenda O Porquê

Se tem uma coisa que pode se tornar um grande problema, com certeza é o juros do cartão de crédito. Ficar atento aos valores e pagar o total da fatura em dia pode evitar problemas no futuro. Mas nem sempre temos como evitar, por isso o ideal é ter em mente a taxa de juros do cartão de crédito Santander.




Antes de saber qual o valor da taxa de juros, é importante entender como é feito esse cálculo e conhecer o que está sendo pago. Estar por dentro de cada valor e percentual te ajuda a antecipar situações, por exemplo. Desta forma, dá para simular o total a pagar e ter um maior controle da sua realidade financeira.

Quando você não consegue pagar toda a fatura na data de vencimento, e paga somente o valor mínimo, é cobrada a taxa de juros de atraso do cartão de crédito Santander. Simplificando, o valor que não foi pago entra no crédito rotativo.

Existem outras cobranças adicionais no caso de parcelamento, são elas a taxa de atraso e a multa por atraso no pagamento. Além disso, uma questão que muitos desconhecem é “qual a taxa de juros de saque do cartão de crédito Santander”. Leia o texto até o final e conheça todos os detalhes.




Saiba mais…

Taxa De Juros Cartão De Crédito Santander (Fonte: Pixabay)

Taxa De Juros Cartão De Crédito Santander

Segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o portal Meu Bolso Feliz, 52 milhões de brasileiros usam o cartão de crédito. No entanto, 96% desconhecem as taxas de juros mensais.




Ao todo, 93% dos usuários desta modalidade de compra admitem o risco de comprar mais do que podem. Assim, uma em cada quatro pessoas acabam entrando no crédito rotativo.

Os juros são cobrados quando o cliente atrasa o pagamento da fatura ou estoura o limite. As informações sobre o conjunto de taxas (encargos) que incidem sobre o seu cartão estão em uma tabela no contrato de prestação de serviço com o banco ou com a operadora de crédito.

Aqui, você vai ficar por dentro da taxa de juros de atraso do cartão de crédito Santander, e descobrir qual o adicional cobrado ao realizar saques. Lembre-se, o ideal é pagar a fatura integral, e só atrasar ou parcelar em emergências. Acompanhe o texto e descubra muito mais.

Taxa De Juros De Atraso De Cartão De Crédito Santander

Os juros do rotativo são calculados com base no valor que não foi pago da fatura mensal, dentro do prazo. A diferença entre o total da fatura e o que você pagou é financiada com juros e o Imposto sobre operações financeiras (IOF) até o vencimento da próxima fatura

O cliente sem dinheiro suficiente para pagar toda a fatura, poderá ficar no máximo 30 dias no rotativo. No próximo mês, ele não terá a opção do pagamento mínimo. Restam duas alternativas: pagar o valor integral ou parcelar a fatura. No segundo caso, a taxa de juros do parcelamento é menor do que a do rotativo.

 

Taxa De Juros De Atraso De Cartão De Crédito Santander (Fonte: Pexels).

O pagamento mínimo só volta a ser liberado após o pagamento de todas as parcelas anteriores. A taxa de juros do cartão de crédito (rotativo total), pré-fixado, no banco Santander é de em média 12,21% ao mês.

A taxa de juros personalizada pode variar, para mais ou para menos, a depender da análise de crédito que o banco fez sobre as suas finanças. Caso você não pague o total em aberto do crédito rotativo, o Santander vai parcelar automaticamente o valor do crédito rotativo da última fatura.

O parcelamento pode ser feito de 4 a 18 vezes, com juros que variam entre 2,99% e 9,99% ao mês (cerca de 210% ao ano), dentro do perfil e necessidades financeiras de cada cliente.

No Santander, o valor do pagamento mínimo da fatura é composto pelo percentual de 15% sobre os novos gastos e por parcelas de financiamentos de faturas anteriores, caso existam. Vale lembrar que o saldo restante da fatura permanece no rotativo.

Veja o exemplo de como funciona na prática:

  • você gasta R$1000,00 em compras, no cartão de crédito, no mês de abril;
  • paga o valor mínimo de R$150,00;
  • em maio o valor total da fatura será composto por:

R$850,00 – saldo devedor de abril;

R$50,00 – juros cobrado pelo saldo devedor;

R$250,00 – novas compras;

  • ao pagar R$173,50 (o valor mínimo), o saldo devedor fica em R$984,30;
  • após dois meses consecutivos de pagamento mínimo, aplica-se o parcelamento automático na fatura de junho;
  • com isso, o saldo R$984,30 (devedor) de maio ficará da seguinte forma:

R$765,00 será parcelado automaticamente em até 18x de R$60,00;

R$219,30 referente a 85% das novas compras realizadas em maio;

R$13,00 de juros sobre 85% das novas compras realizadas em maio.

* R$765,00 este valor é a diferença entre o pagamento parcial e o mínimo, que foi pago na fatura anterior.

* O valor da taxa de juros pode sofrer alteração.

* O crédito rotativo deve ser utilizado conscientemente, por um curto período.

Qual É A Taxa De Saque Do Cartão De Crédito Santander?

Um dos benefícios dos cartões de crédito Santander é o saque de dinheiro, com pagamento somente na data de vencimento da fatura. Porém, esse procedimento é desaconselhável, pois é visto como um valor pego em troca da devolução com um saldo maior do que o retirado, com os mesmos encargos do rotativo.

O valor deverá ser restituído ao banco, assim como o pagamento dos juros e a tarifa do saque. Além disso, a cada retirada são cobrados encargos de financiamento. Este adicional é cobrado do dia da retirada até a data de vencimento da fatura.

Ou seja, se você sacar R$100,00, terá que pagar:

R$100,00 + a tarifa de saque + taxa de juros = o total será sempre maior do que o valor sacado.

O limite do saque é um pouco abaixo daquele disponível para compras no cartão de crédito. A retirada do dinheiro pode ser feita no Brasil e no exterior, internacionalmente as tarifas cobradas são mais caras.

No Santander a tarifa para retirada de dinheiro no Brasil é R$18,80. Para sacar no exterior é cobrado juros de R$25,20 mais o IOF e tarifas cobradas em dólar. Internacionalmente, também pode ser cobrada a utilização da rede responsável pelo terminal estrangeiro.

Para efetuar o saque, basta ir até um caixa eletrônico e seguir os passos descritos no menu. Confira:

  • insira o cartão no caixa eletrônico (de preferência do seu banco para que não sejam cobradas mais taxas);
  • escolha a opção “saque”;
  • em seguida, pressione sobre “cartão de crédito”;
  • a senha é a mesma utilizada para as compras;
  • digite o valor que deseja sacar.

Se estiver pensando em pagar contas de luz, água e internet com o cartão de crédito, tenha em mente que o Santander cobra tarifas especiais. O valor é de R$15,00 por conta paga.

Para esclarecer outras dúvidas em relação aos valores cobrados, basta entrar em contato com os canais de atendimento do Santander. A negociação da dívida do cartão de crédito pode ser feita em uma das agências do banco. Acesse o site e entre em contato com o Santander.

A taxa do banco é uma das mais caras entre as instituições financeiras do país, por isso, evite ao máximo sacar e atrasar o pagamento da fatura. Outra dica é fugir do saque no cartão de crédito. A taxa cobrada, nos dois casos, é alta e acaba acumulando, fazendo com que o cliente fique inadimplente.

Na ocorrência de inadimplência você pode acabar tendo seu nome incluído na lista de mau pagadores o que acarretará numa série de dificuldades no mercado financeiro e até mesmo de trabalho.

Este artigo tem caráter apenas informativo, ou seja, não possui vínculo algum com a empresa prestadora do serviço que, porventura, possa ser citada ao decorrer do artigo. Não isentamos a pesquisa das informações no site oficial do órgão provedor dos serviços.

Deixe um comentário