Cartão De Crédito Para Quem Tem Score Baixo: Veja Algumas Opções

Já existem opções de cartão de crédito para quem tem score baixo. Isso mesmo: se até há algum tempo, para ter um cartão de crédito, ficávamos à mercê do score, hoje em dia é possível obter boas soluções, mesmo com a pontuação baixa.




De fato, ter um score alto envolve uma série de coisas, desde pagar contas em dia, até movimentar o crédito frequentemente. Quem está com a pontuação baixa, mas não quer deixar de desfrutar dos benefícios de um bom cartão de crédito, então é só continuar acompanhando este artigo!

Cartão De Crédito Para Quem Tem Score Baixo
Cartão De Crédito Para Quem Tem Score Baixo: Veja Algumas Opções

Tenho Score Baixo: Consigo Fazer Cartão de Crédito?

Direto ao ponto: a resposta é sim! No entanto, é preciso considerar uma série de fatores. Antes de mais nada, vamos entender por que é preciso ter score alto para a maioria dos cartões de crédito.



O score é, na verdade, uma pontuação que as pessoas que possuem CPF têm, mesmo que não saibam.

Desse modo, empresas de proteção ao crédito, como SCPC e Serasa, por exemplo, avaliam o padrão de consumo e pagamento das pessoas e, a partir disso, atribuem pontos, que vão de zero a mil. Quanto mais perto de mil, maior é a confiabilidade do cadastro do cidadão.

Isso serve para oferecer às empresas e aos bancos a oportunidade de avaliar o padrão de pagamento e decidir se devem conceder ou não seus produtos e serviços em forma de crédito ou a prazo. Desse modo, quanto mais baixo o score, maior é o risco assumido pela empresa credora.

Nos bancos, para a concessão de cartão de crédito, isso também ocorre e, até há algum tempo, quem tinha score baixo dificilmente conseguia ter uma boa opção de cartão de crédito.

Em contrapartida, muitas opções passaram a ser disponibilizadas para sanar essa lacuna entre as pessoas com baixa pontuação. Vale ressaltar, também, que a concessão do cartão está atrelada ao relacionamento do cliente com o banco emissor.

Qual Score Mínimo Para Cartão de Crédito?

Nenhuma empresa, banco ou instituição credora informa qual o score mínimo para liberar cartão de crédito. Sendo assim, enquanto alguns bancos liberam cartões para pessoas com score a partir de 300, outros só disponibilizam com pontuação acima de 500.



Por isso, ao solicitar o cartão, não é apenas o score que é avaliado (embora este seja, de fato, o principal fator), mas o relacionamento com o banco também. Ou seja, o cliente que paga suas contas em dia e costuma consumir os produtos e serviços constantemente será avaliado por isto.

Vale ressaltar que além da liberação do cartão de crédito, o score também é responsável por definir o limite liberado, bem como as condições de pagamento e taxas de determinados serviços.

Mas, de modo geral, pessoas com pontuação entre 0 e 300 dificilmente conseguirão a liberação de um cartão de crédito convencional.

Opções de Cartão de Crédito Para Quem Tem Score Baixo

Quem está procurando uma opção de cartão para score baixo, precisa conferir alguns que selecionamos com base nas principais opções disponíveis no mercado.

Cartão Neon

O cartão oferecido pelo banco Neon para quem tem o score baixo é uma boa oportunidade de conseguir um crédito inicial. Além disso, não exige renda mínima, tem isenção da anuidade, a possibilidade de emitir um cartão virtual e o acompanhamento das transações pelo aplicativo.

É internacional e funciona nas funções crédito e débito. Para fazer a solicitação é necessário antes abrir uma conta digital.

Por outro lado, não conta com benefícios robustos como programa de milhas ou cashback, mas ainda assim é uma opção para quem está em busca de um cartão com poucas exigências.

Cartão Digio

O cartão de crédito Digio não poderia deixar de compor essa lista. Isso porque sua análise de crédito é feita internamente. O sistema do banco leva em conta apenas a renda do cliente, bem como o crédito que já possui liberado no mercado, e não o score.

No entanto, deve-se ter em mente que embora o Digio não consulte o score para liberar ou não o cartão de crédito, o banco ainda consulta os órgãos de proteção ao crédito para verificar se a pessoa está com o nome limpo.

Isso porque os CPFs com restrições não têm liberação para receber o cartão. O cartão de crédito Digio, além de ser uma ótima opção para quem tem score baixo, não tem anuidade, possui bandeira Visa e é internacional.

Cartão Trigg

É uma opção diferenciada para quem busca um cartão de crédito, mas está com o score baixo. Possui cashback, pagamento por aproximação e não requer comprovação de renda.

Contudo, é cobrada uma taxa de anuidade de R$9,90 e tarifas para saques que devem ser consultadas no site da fintech. Aliás, falando em site, a solicitação do cartão é feita de forma digital, através do site ou app, assim como o acompanhamento das movimentações.

Cartão Banco Inter

O Banco Inter é referência em banco digital, sendo um dos pioneiros no segmento aqui no Brasil. Ao solicitar o cartão de crédito neste banco (é preciso ser correntista) o score é sim avaliado, mas não tem um peso tão grande quanto em outros bancos convencionais.

A solicitação do cartão de crédito do banco Inter deve ser feita exclusivamente pelo aplicativo do banco.

Cartão Santander Free

Por último, mas não menos importante, temos na nossa lista de cartões de crédito para quem tem score baixo, o cartão Santander Free.

O principal requisito para a solicitação é que o candidato tenha renda de, ao menos, um salário mínimo, se não for correntista no Santander, ou então de, no mínimo, R$500 reais, se já tiver conta no banco.

Uma das principais vantagens do cartão é a isenção de anuidade para quem gastar pelo menos R$100 por mês na fatura.

Qual Melhor Cartão de Crédito Para Quem Tem Score Baixo?

Definir qual o cartão de crédito ideal para quem tem score baixo é uma tarefa difícil. Isso porque nem sempre os critérios de avaliação são os mesmos, de modo que uma pessoa com baixa pontuação pode conseguir determinado cartão, mas em outro local, não ter a mesma liberação.

Uma das opções amplamente comentadas a respeito de cartões para score baixo é o cartão Digio, já mencionado neste texto. Isso se deve ao fato dele não considerar o score ao fazer a pesquisa de crédito, mas sim outros fatores.

Além disso, vale ressaltar que existem outras opções que são ótimas para quem não abre mão de um cartão, mas não tem uma pontuação muito boa: os cartões de crédito pré-pagos.

Estes, por sua vez, são liberados até mesmo para quem é negativado (ou seja, possui restrições no CPF). Nesses casos, o titular insere crédito no cartão e pode usar de acordo com o saldo disponível.

Como Fazer Cartão Para Quem Tem Score Baixo?

Para conseguir cartão de crédito para quem tem score baixo, o primeiro passo é encontrar um banco ou empresa que trabalhe com cartões de crédito. A maioria oferece seus serviços também virtualmente, como os bancos digitais, por exemplo.

Já nos bancos convencionais, é preciso ir até uma agência, munido de seus documentos pessoais, comprovante de renda e comprovante de residência.

Após fazer a solicitação, a resposta costuma sair imediatamente, ou dentro de pouco tempo. Ainda é possível conferir informações como limite, taxas e outras coisas. Não se esqueça de garantir o pagamento da fatura sempre em dia, isso ajudará a aumentar o score.

Como Aumentar Score Com Cartão de Crédito?

Ter score baixo não é uma sentença, entretanto pode ser um ponto de partida, depende de como cada pessoa lida com a situação.

Usar um cartão de crédito com responsabilidade é uma das maneiras mais rápidas de aumentar o crédito e, consequentemente, proporcionar condições de pagamentos, taxas e oportunidades. 

Para isso, siga estas dicas:

  • Use o cartão. Construir um bom histórico de crédito começa com pagamentos dentro do prazo. Portanto, use o cartão de crédito regularmente e pague a fatura antes da data de vencimento;
  • Não abuse do cartão. Um elemento-chave na pontuação é a utilização de crédito. Um cartão no limite máximo é um sinal de problemas. Portanto, mantenha a utilização abaixo de 30%, se possível. Em um cartão com limite de R$3.000, por exemplo, significa que o ideal é manter os gastos baixo de R$900;
  • Pague em dia e integralmente. A opção ideal é pagar a fatura integralmente em seus meses. Dessa forma, o usuário evita os juros – e as taxas de juros para quem tem score baixo são normalmente muito altas. Se não puder pagar integralmente, pague pelo menos o valor mínimo devido na data de vencimento;
  • Acompanhe o seu progresso. Verifique o score regularmente para ver como está indo, se está na direção certa ou se outras coisas estão atrapalhando.

O Que Prejudica o Score?

Aqui estão os principais fatores que prejudicam o score de crédito:

Histórico de pagamento

Este é o maior fator que atrapalha a pontuação. Pagar uma conta com alguns dias de atraso pode não afetar a pontuação de crédito (embora a pessoa possa ser atingida com uma taxa de atraso). 

Mas, quando uma fatura está com mais de 30 dias de atraso, certamente irá afetar o score. Mesmo um único pagamento atrasado pode causar uma grande diferença na pontuação.

Esse dano diminui com o tempo, mas se atrasar pagamentos repetidamente fica muito pior.

Quantia que deve

A carga geral da dívida é importante, mas os sistemas de pontuação prestam atenção especial à utilização do crédito – o valor do limite de crédito que está sendo usado. 

Quanto mais perto alguém estiver de “estourar” uma linha de crédito, mais provável será que esteja em uma situação ruim. 

Uma dívida de R$400 em um cartão com um limite de R$2.000 não vai levantar muitas bandeiras vermelhas, mas uma dívida de R$490 contra uma linha de crédito de R$500 sugere que alguém está forçando os limites de suas posses.

Histórico de crédito

Se a pessoa não tem crédito há muito tempo, isso pode se refletir em pontuações baixas. Um erro comum que as pessoas cometem é fechar contas antigas que não estão usando, o que afeta essa parte da pontuação. 

Uma conta de cartão de crédito de 10 anos é valiosa do ponto de vista de pontuação, mesmo que o cartão esteja apenas guardado em uma gaveta. 

Se não tiver uma taxa anual, mantenha-o em atividade e use-o uma vez por ano para que o emissor não cancele por inatividade.

Tipos de crédito

As fórmulas de pontuação gostam de ver uma mistura de diferentes tipos de contas – cartões de crédito, linhas de crédito, dentre outros serviços. 

Obviamente, é preciso começar de algum lugar, mas o ideal é não permitir que uma única conta seja o histórico de crédito.

Conclusão

Compartilhamos aqui as principais informações a respeito de como conseguir um cartão de crédito estando com o score baixo. Vimos que existem opções disponíveis no mercado e conhecemos cinco delas.

Também conhecemos o valor mínimo de score para ter um cartão de crédito, bem como os requisitos para fazer a solicitação do cartão. E no final ficamos sabendo algumas dicas de como aumentar o score e os fatores que prejudicam este número.

Assim, podemos ficar atentos aos pagamentos e histórico consumidor para conseguir limites maiores e serviços com mais benefícios.

Este artigo é meramente informativo, ou seja, não possui qualquer vínculo com a empresa que oferece o serviço, o que, por acaso, poderá ser citado no decorrer do artigo. Não isentamos a busca de informações no site oficial da operadora.

Deixe um comentário